DESBRAVANDO DESAFIOS EM VIAGENS FLUVIAIS UTILIZANDO PODCASTS EM AULAS DE MATEMÁTICA NO 9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

Autores

DOI:

10.63036/ReTEM.2965-9698.2023.v1.48

Palavras-chave:

Ensino de Matemática, Podcasts, Aplicações Interdisciplinares, Viagens Fluviais

Resumo

O artigo destaca um relato de experiência desenvolvido com alunos do 9.º ano em uma escola em Santarém, no estado do Pará, cujo objetivo principal foi o de problematizar e explorar situações de cálculos envolvendo viagens de barco e lancha entre Santarém e Manaus, considerando as adversidades de um período da seca extrema, na região amazônica. As atividades desenvolvidas foram realizadas com base em cálculos dos tempos de deslocamento e dos custos nas viagens entre Santarém e Manaus, via produção de podcasts. O aporte teórico está fundamentado em discussões associadas ao uso de recursos tecnológicos para as aprendizagens em sala de aula e os procedimentos metodológicos foram desenvolvidos com base no planejamento de situações didáticas associadas a pesquisa qualitativa do tipo exploratória. As ações desenvolvidas fazem parte do planejamento associado ao Programa Residência Pedagógica (PRP) e contou com a participação dos atores envolvidos: alunos, residente e professor. Os resultados deste relato mostram as possibilidades de contexto e problemática associada as implicações matemáticas e econômicas da escolha de meio de transporte, em especial, os impactos social, econômico e ambiental das mudanças em viagens fluviais devido à seca dos rios evidenciada no ano de 2023. Os resultados gerados, com o desenvolvimento das atividades, enfatizaram como a matemática desempenha um papel fundamental na tomada de decisões em viagens fluviais e na compreensão das complexidades das mudanças climáticas sazonais na região amazônica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

José Ricardo e Souza Mafra, Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA), Santarém, Pará, Brasil

Possui graduação em Licenciatura em Matemática pela Universidade do Estado do Pará (1999), Mestrado (2003) e Doutorado (2006) em Educação, área de concentração em Educação Matemática, pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Atualmente é Professor Titular da Universidade Federal do Oeste do Pará/UFOPA e professor permanente do Programa de Pós-graduação em Educação - PPGE/UFOPA. Atua como professor permanente do Programa de Pós-graduação em Educação na Amazônia ? Doutorado em Educação em Rede - PGEDA/UFPA e no Programa de Doutorado em Educação em Ciências e Matemática (PPGECEM/UFMT) - Associação em Rede - intitulada Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática (REAMEC). Tem experiência na área de Matemática, com ênfase no ensino, atuando principalmente nos seguintes temas: etnomatemática, tecnologias educacionais e prática de ensino em matemática.

Aureni de Jesus Oliveira, Secretaria de Estado de Educação do Pará (SEDUC/PA), Santarém, Pará, Brasil.

Especialista em Educação Matemática, graduada em Matemática - UFPA e Química - UFPA. Atualmente é professora - Secretaria Estadual de Educação - Pará . Tem experiência como professora na área de Matemática para o Ensino Fundamental , Médio e Superior e Física para o Ensino Médio. Já ministrou aulas para curso Superior na áreas de exatas pelas universidades: UNIP, UNIUB e FADIRE.

Elizabeth Feleol Matos, Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA), Santarém, Pará, Brasil

Possui graduação em Matemática pela Universidade do Estado do Amazonas(2022) e ensino-medio-segundo-graupelo VASCO VASQUES(2001). Tem experiência na área de Matemática.

Referências

ASSAI, N.D.; MOREIRA, P.H.; SOUZA, E.A.; ARRIGO, V. Prazer, Ciência! Um podcast para divulgação científica. Ensino e Tecnologia em Revista. Londrina, v. 7, n. 1, p. 337-351, jan./abr. 2023. DOI: https://doi.org/10.3895/etr.v7n1.16830

BEHERENS, M. A. Projetos de aprendizagem colaborativa num paradigma emergente. In: MORAN, José Manuel. Novas tecnologias e mediação pedagógica, Campinas: Papirus, 2000.

BICUDO, M.A. Ensino de matemática e educação matemática: algumas considerações sobre seus significados. Bolema, Rio Claro, n. 13, p. 1-11, 1999.

COSTA, N.M., PRADO, M.E. A Integração das Tecnologias Digitais ao Ensino de Matemática: desafio constante no cotidiano escolar do professor. 2015. Disponível em: https://periodicos.ufms.br/index.php/pedmat/article/view/1392/918. Acesso 10/03/2022.

CRESWELL, J.W. Investigação qualitativa e projeto de pesquisa: escolhendo entre cinco abordagens. 3ª. ed. Ed.: Penso, 2014.

FERNANDES, C. R. Tecnologias da informação: os podcasts como ferramentas didáticas na educação matemática. TCC (Licenciatura em Matemática), Instituto Federal de Educação da Paraíba, 2023.

GIL, A. C. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 5 ed. São Paulo: Atlas, 1999.

MORAES, M. C. O paradigma educacional emergente. 10 ed. Campinas: Papirus, 1997 (Coleção Práxis).

MORAN, J.M. Novas Tecnologias e Mediação Pedagógica. Campinas: Papirus, 2001.

MOURA, A.; CARVALHO, A.A. Podcast: potencialidades na educação. Prisma. com, n. 3, p. 88-110, 2006. Disponível em: <https://ojs.letras.up.pt/index.php/prismacom/article/view/2112 >. Acesso em: 17 out. 2020.

Downloads

Publicado

2023-12-31

Métricas


Visualizações do artigo: 46     PDF downloads: 33

Como Citar

MAFRA, José Ricardo e Souza; OLIVEIRA, Aureni de Jesus; MATOS, Elizabeth Feleol. DESBRAVANDO DESAFIOS EM VIAGENS FLUVIAIS UTILIZANDO PODCASTS EM AULAS DE MATEMÁTICA NO 9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL. ReTEM - Revista Tocantinense de Educação Matemática, [s. l.], v. 1, p. e23004, 2023. DOI: 10.63036/ReTEM.2965-9698.2023.v1.48. Disponível em: https://ojs.sbemto.org/index.php/ReTEM/article/view/48. Acesso em: 23 jun. 2024.

Edição

Seção

Relatos de Experiência