Reflexões sobre Motivação, Interesse e Afeto na Aprendizagem Matemática: uma experiência no PIBID

Autores

  • Juliany Paz paz.juliany@mail.uft.edu.br
    Universidade Federal do Norte do Tocantins (UFNT)
  • Nayara Pires nayarapyres.np@gmail.com
    Colégio Militar do Estado do Tocantins- Dr. José Aluísio da Silva Luz
  • Jeferson Copeira jeferson.copeira@mail.uft.edu.br
    Universidade Federal do Norte do Tocantins (UFNT)
  • Kaylanne Melo Kaylanne.freire@mail.uft.edu.br
    Universidade Federal do Norte do Tocantins (UFNT)
  • Yago Martins yago.martins@uft.edu.br
    Universidade Federal do Norte do Tocantins

Palavras-chave:

Afetividade, Aprendizagem, Ensino de Matemática, PIBID

Resumo

O presente trabalho trata-se de um estudo realizado a partir da observação da aplicação de uma atividade diagnóstica para alunos da turma do segundo ano do Ensino Médio. A atividade diagnóstica visa alcançar dois objetivos básicos: Examinar as dificuldades dos alunos trazidas das séries anteriores e mostrar os resultados obtidos através de análises feitas pelos pibidianos. Diante das observações e do estudo bibliográfico desenvolvido, foi possível compreender as possíveis causas das dificuldades dos discentes em relação aos conceitos básicos de matemática e uma delas está diretamente ligada com a falta de motivação dos discentes. Para o embasamento teórico utilizou-se de alguns autores que abordam sobre a falta de interesse e motivação dos alunos. A pesquisa é qualitativa e de abordagem, usando estudo de caso, acompanhado de pesquisas bibliográficas. Por fim, a pesquisa constatou que é necessário pensar em ações que despertem uma maior motivação dos alunos, para que eles tenham sua aprendizagem desenvolvida.

Referências

ALVES, C. A., & Silveira, T. M. (2016). Motivação para estudar matemática: o desafio constante em manter o aluno interessado nas aulas. Maiêutica. Ensino de Física e Matemática, 4(1).

BARREIRO, M. F.; CARVALHO, A. B.; FURLAN, M. R. A Arte e o Afeto na Inclusão Escolar: Potência e o Pensamento não Representativo. Rio de Janeiro; 2018.

BARREIRO, M. F.; CARVALHO, A. B.; FURLAN, M. R.. A arte e o afeto na inclusão escolar: potência e o pensamento não representativo. Childhood & philosophy, v. 14, n. 30, p. 517-534, 2018.

OLIVEIRA, J. B. A.: CHADWICK, Clifton. Aprender e ensinar. 3 ed. São Paulo: Global, 2019. p. 62.

VIGOTSKI, L. S.; LURIA, A. R.; LEONTIEV, A. N. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. São Paulo; Icone, 1998.

SCHWANTES, V.. Et al. Reflexão sobre aprendizagem matemática na perspectiva Histórico-Cultural. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. Ed. 05, Vol. 02, pp. 106-131. Maio de 2021.

PREDIGER, J.; BERWANGER, L.; MÖRS, M. F.. Relação entre aluno e matemática: reflexões sobre o desinteresse dos estudantes pela aprendizagem desta disciplina. Revista Destaques Acadêmicos, v. 1, n. 4, 2013.

Publicado

2023-08-16

Métricas


Visualizações do artigo: 56     PDF downloads: 58 e-Pôster downloads: 0

Como Citar

Paz, J., Pires, N., Copeira, J., Melo, K., & Martins, Y. (2023). Reflexões sobre Motivação, Interesse e Afeto na Aprendizagem Matemática: uma experiência no PIBID. II FTPEM - Fórum Tocantinense De Formação De Professores Que Ensinam Matemática, 1(1), 1–7. Recuperado de https://ojs.sbemto.org/index.php/FTPEM/article/view/15

Edição

Seção

Relato de Experiência